Joias de Wallis Simpson vão a leilão

Espera-se que as duas peças em forma de tigre, desenhadas pela Cartier nos anos 50, sejam vendidas, no mínimo, por dois milhões de euros

A pulseira e o broche de ouro amarelo cravados a ónix, diamantes e esmeraldas, foram comprados por Eduardo VIII, duque de Windsor, no final dos anos 50, para oferecer à sua mulher, Wallis Simpson, quando viviam no exílio em França, após a sua controversa abdicação ao trono inglês.

Depois da morte da duquesa, em 1986, a sua coleção de joias foi leiloada na Suíça e um dos compradores foi o compositor britânico Andrew Lloyd Webber que ofereceu a pulseira e o broche à sua mulher na altura, a cantora inglesa Sarah Brightman. O presente assinalou o sucesso do casal com o musical Fantasma da Ópera, que Lloyd Webber escreveu e Brightman protagonizou.

O casal divorciou-se em 1990 e agora, a soprano, de 54 anos, decidiu vender as joias através da Christie's, que estima um valor mínimo para as peças de cerca de dois milhões de euros.

Parte do valor da venda irá reverter para a Fundação Andrew Lloyd Webber que financia a arte e música nas escolas. O leilão acontece dia 11 de novembro, em Genebra.

Exclusivos