Túmulo de duquesa de Alba é local de peregrinação

Desde sábado que espanhóis e turistas visitam o lugar, onde repousam as cinzas de Cayetana Fitz-James Stuart, para tirar fotografias da placa e das coroas de flores.

O Santuário da Irmandade de los Gitanos tornou-se no novo local de peregrinação em Sevilha, desde que na sexta-feira passada aí foram depositados os restos mortais da duquesa de Alba. A aristocrata com mais título nobiliárquicos do mundo era também uma mulher muito querida dos espanhóis.

Por isso, Sevilha tem concentrado as atenções gerais em Espanha, desde a morte de Caeytana Fitz-James Stuart , na última quarta-feira. Muitos têm sido o que se têm deslocado até ao portão do Palacio de Dueñas, onde a duquesa vivia com o seu terceiro marido, Alfonso Díez, e também à capela do Cristo de los Gitanos.

Ler mais

Exclusivos

Premium

João Gobern

País com poetas

Há muito para elogiar nos que, sem perspectivas de lucro imediato, de retorno garantido, de negócio fácil, sabem aproveitar - e reciclar - o património acumulado noutras eras. Ora, numa fase em que a Poesia se reergue, muitas vezes por vias "alternativas", de esquecimentos e atropelos, merece inteiro destaque a iniciativa da editora Valentim de Carvalho, que decidiu regressar, em edições "revistas e aumentadas", ao seu magnífico espólio de gravações de poetas. Originalmente, na colecção publicada entre 1959 e 1975, o desafio era grande - cabia aos autores a responsabilidade de dizerem as suas próprias criações, acabando por personalizá-las ainda mais, injectando sangue próprio às palavras que já antes tinham posto ao nosso dispor.