Stephen Hawking acalma fãs dos One Direction

O astrofísico falou sobre a saída de Zayn Malik da boysband britânica e explicou que num universo paralelo o jovem de 22 anos poderá ainda fazer parte dos One Direction

O astrofísico e cientista Stephen Hawking aproveitou a sua participação através de um holograma em 3D numa conferência na Universidade de Cambridge para acalmar os fãs dos One Direction que perderam há um mês um dos seus cinco membros, Zayn Malik.

Enquanto falava sobre os mistérios do universo, sobre o futuro do planeta e a doença que o condiciona há décadas, a esclerose lateral amiotrófica, uma pessoa na plateia perguntou ao britânico: "Qual acha que é o efeito cosmológico da saída de Zayn dos One Direction e, consequentemente, dos corações partidos de milhões de adolescentes no mundo?".

O professor que inspirou o filme A Teoria de Tudo respondeu de forma original: "Finalmente, uma pergunta sobre algo importante. O meu conselho para todas as raparigas com o seu coração destroçado é que prestem atenção aos estudos da física teórica. Porque um dia poderão existir provas de universos múltiplos. É possível que algures fora do nosso universo exista outro diferente - e que nesse mesmo universo Zayn ainda faça parte dos One Direction", explicou o cientista.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Adriano Moreira

O relatório do Conselho de Segurança

A Carta das Nações Unidas estabelece uma distinção entre a força do poder e o poder da palavra, em que o primeiro tem visibilidade na organização e competências do Conselho de Segurança, que toma decisões obrigatórias, e o segundo na Assembleia Geral que sobretudo vota orientações. Tem acontecido, e ganhou visibilidade no ano findo, que o secretário-geral, como mais alto funcionário da ONU e intervenções nas reuniões de todos os Conselhos, é muitas vezes a única voz que exprime o pensamento da organização sobre as questões mundiais, a chamar as atenções dos jovens e organizações internacionais, públicas e privadas, para a necessidade de fortalecer ou impedir a debilidade das intervenções sustentadoras dos objetivos da ONU.