Shia LaBeouf em tratamento para combater alcoolismo

O ator foi visto a entrar numa clínica de reabilitação em Los Angeles com um livro dos Alcoólicos Anónimos na mão. O seu agente confirmou a doença, mas assegurou que ele não vai ficar internado.

Depois de, na passada semana, o seu estado de embriaguez na apresentação do musical da Broadway Cabaret lhe ter valido uma escolta policial, Shia LaBeouf decidiu, voluntariamente, começar a tratar a sua dependência de álcool.

O ator, de 28 anos, foi fotografado a entrar numa clínica de reabilitação em Los Angeles, Estados Unidos, com um livro dos Alcoólicos Anónimos na mão. "O Shia estava nervoso, não parecia estar bem. Estava cabisbaixo e nem sequer falava com o seu motorista. Parecia que não queria fazê-lo", revelou o responsável por captar as imagens.

Entretanto, um representante da estrela de cinema já veio esclarecer o assunto. "Contrariamente ao que dizem as últimas notícias, o Shia LaBeouf não se internou numa clínica de reabilitação, mas está voluntariamente a receber tratamento para a dependência de álcool", confirmou à revista norte-americana Access Hollywood, completando: "Ele percebe que as suas últimas ações são um sintoma de um problema de saúde maior e tomou o primeiro de muitos passos necessários para a recuperação".

Na semana passada, Shia foi detido pelas autoridades por ter utilizado linguagem ofensiva, por ter batido nas costas de várias pessoas e por ter acendido um cigarro durante o espetáculo. O episódio vai levá-lo a tribunal no dia 24 de julho.

O ator chegou a revelar publicamente que o seu pai sofreu do mesmo problema e que, quando era criança, acompanhava-o às reuniões dos Alcoólicos Anónimos. Em 2008, LaBeouf esteve dois meses internado para tratar o alcoolismo mas, três anos depois, confessou ter voltado a cair no vício.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Daniel Deusdado

Estou a torcer por Rio apesar do teimoso Rui

Meu Deus, eu, de esquerda, e só me faltava esta: sofrer pelo PSD... É um problema que se agrava. Antigamente confrontava-me com a fria ministra das Finanças, Manuela Ferreira Leite, e agora vejo a clarividente e humana comentadora Manuela Ferreira Leite... Pacheco Pereira, um herói na cruzada anti-Sócrates, a voz mais clarividente sobre a tragédia da troika passista... tornou-se uma bússola! Quanto não desejei que Rangel tivesse ganho a Passos naquele congresso trágico para o país?!... Pudesse eu escolher para líder a seguir a Rio, apostava tudo em Moreira da Silva ou José Eduardo Martins... O PSD tomou conta dos meus pesadelos! Precisarei de ajuda...?

Premium

arménios na síria

Escapar à Síria para voltar à Arménia de onde os avós fugiram

Em 1915, no Império Otomano, tiveram início os acontecimentos que ficariam conhecidos como o genocídio arménio. Ainda hoje as duas nações continuam de costas voltadas, em grande parte porque a Turquia não reconhece que tenha havido uma matança sistemática. Muitas famílias procuraram então refúgio na Síria. Agora, devido à guerra civil que começou em 2011, os netos daqueles que fugiram voltam a deixar tudo para trás.