Princesa Madalena da Suécia batiza a filha Leonore

Festa realizou-se no mesmo dia em que os pais da bebé completam um ano de casamento

A primeira filha da princesa Madalena da Suécia e de Christopher O'Neill foi batizada na manhã deste domingo capela do palácio de Drottningholm, situado em Estocolmo, e contou com a presença de cerca de 160 convidados.

Para cumprir a tradição, a princesa Leonore - que é a quinta na linha de sucessão ao trono sueco - usou um vestido em tons creme muito semelhante ao usado pela filha da princesa Victoria e sua prima, a princesa Estelle, no dia do seu batizado. A princesa Madalena, por seu turno, optou por um vestido em renda rosa-pálido.

Entre os 160 convidados para a cerimónia estiveram presentes os avós maternos, os reis Carlos Gustavo e Sílvia, o príncipe Carl Philip que acompanhou a mãe de Chris O`Neill, Eva Maria Walter, e o príncipe Daniel, marido da herdeira do trono sueco.

Para o seu batizado, a princesa Leonore teve direito a um total de seis padrinhos e madrinhas: A princesa Victoria, Tatjana d`Abo, Louise Gottlieb, Patrick Sommerlath, o conde Ernst Abensperg und Traun e Alice Bamford.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Nuno Artur Silva

Notícias da frente da guerra

Passaram cem anos do fim da Primeira Guerra Mundial. Foi a data do Armistício assinado entre os Aliados e o Império Alemão e do cessar-fogo na Frente Ocidental. As hostilidades continuaram ainda em outras regiões. Duas décadas depois, começava a Segunda Guerra Mundial, "um conflito militar global (...) Marcado por um número significativo de ataques contra civis, incluindo o Holocausto e a única vez em que armas nucleares foram utilizadas em combate, foi o conflito mais letal da história da humanidade, resultando entre 50 e mais de 70 milhões de mortes" (Wikipédia).