Oprah Winfrey esteve perto de um colapso nervoso

A apresentadora é uma das mulheres mais influentes e poderosas do mundo mas, com 59 anos, o ritmo de trabalho tem-se tornado difícil de gerir.

Em entrevista à revista People, a apresentadora recordou a conversa que teve com Jason Russell, o produtor do documentário Kony 2012, e que a fez aperceber-se do seu problema: "Ele estava a contar que teve um esgotamento nervoso e eu pensei 'Tenho esses sintomas'".

Segundo Oprah, o seu limite foi atingido enquanto estava a fazer dobragens para uns programas do seu canal, Oprah Winfrey Network (OWN): "Lembro-me de ter fechado os olhos enquanto lia. Pensei 'Não posso ter nem mais uma coisa no meu cérebro'. Eu precisava de me afastar", confessou.

As fracas audiências do OWN levaram Winfrey a rever as suas decisões e ajudaram-na a lidar com o fracasso: "Depois de 25 anos a ser a N.º1, eu estava habituada ao sucesso. Não estava à espera de falhar. Isto forçou-me a agir. O fracasso é um grande professor", admitiu, frisando ainda que quem a ajudou a ultrapassar estas dificuldades foi o seu noivo, Stedman Graham: "Ele foi fantástico. Ele disse 'Nem sequer penses em desistir'".

Um ano depois de ter enfrentado esta situação, Oprah mostra-se recuperada e confiante no futuro. As audiências do seu canal recuperaram e, em breve, poderemos vê-la nos ecrãs de cinema em The Butler, que estreia hoje nos EUA.

Ler mais

Exclusivos