Neil Patrick Harris dá o nó com namorado de longa data

O ator, mais conhecido por interpretar Barney em 'Foi Assim Que Aconteceu', oficializou a sua união de mais de dez anos com o companheiro.

De forma descontraída e direta, foi como a estrela norte-americana anunciou o seu casamento com David Butka, este sábado, dia 6. "Adivinhem! O David e eu casámos este fim-de-semana em Itália", escreveu no Twitter para os seus mais de nove milhões de seguidores.Ao lado da mensagem, publicada naquela rede social, o ator publicou ainda uma fotografia ao lado do agora marido, tirada durante a cerimónia que, segundo o Today Entertainment terá sido conduzido pela realizadora de Foi Assim Que Aconteceu, Pam Fryman, de que Patrick Harris era um dos protagonistas.Ainda segundo a mesma publicação, um dos pontos mais altos do casamento terá sido a atuação de Elton John, que cantou para os noivos e convidados.O representante do casal norte-americano já veio confirmar a oficialização da união de mais de dez anos. "Neil Patrick Harris e David Burtka casaram-se em Itália numa cerimónia íntima, rodeados por amigos e familiares".Os atores têm ainda outra data importante para celebrar já no próximo mês: o quarto aniversário do seu casal de gémeos Gideon Scott e Harper Grace, que nasceram em 2010,através de inseminação artificial numa barriga de aluguer.

Ler mais

Exclusivos

Premium

João Almeida Moreira

Bolsonaro, curiosidade ou fúria

Perante um fenómeno que nos pareça ultrajante podemos ter uma de duas atitudes: ficar furiosos ou curiosos. Como a fúria é o menos produtivo dos sentimentos, optemos por experimentar curiosidade pela ascensão de Jair Bolsonaro, o candidato de extrema-direita do PSL em quem um em cada três eleitores brasileiros vota, segundo sondagem de segunda-feira do banco BTG Pactual e do Instituto FSB, apesar do seu passado (e presente) machista, xenófobo e homofóbico.

Premium

Rosália Amorim

"Sem emoção não há uma boa relação"

A frase calorosa é do primeiro-ministro António Costa, na visita oficial a Angola. Foi recebido com pompa e circunstância, por oito ministros e pelo governador do banco central e com honras de parada militar. Em África a simbologia desta grande receção foi marcante e é verdadeiramente importante. Angola demonstrou, para dentro e para fora, que Portugal continua a ser um parceiro importante. Ontem, o encontro previsto com João Lourenço foi igualmente simbólico e relevante para o futuro desta aliança estratégica.