Julianne Moore já tem nome gravado no Passeio da Fama

Aos 52 anos, e com uma longa carreira cinematográfica, Julianne Moore tornou-se na 2507.ª pessoa a conquistar uma estrela no Passeio da Fama de Hollywood.

"Não é algo que eu tivesse previsto que me acontecesse, ser incluída nesta extraordinária comunidade de estrelas de cinema. É realmente um sonho", assinalou a atriz durante a cerimónia de aceitação deste reconhecimento, que decorreu na quinta-feira.

Ao lado de Moore, que posou para as câmaras com um vestido amarelo da Dolce & Gabbana, estiveram o seu colega de elenco do filme Don Jon, Joseph Gordon Levitt, e a também protagonista de Carrie, Chloe Moretz.

Julianne Moore já conta com 30 anos de carreira, ao longo dos quais conquistou, entre outros, quatro nomeações para os Óscares, dois prémios Emmy, um Globo de Ouro e um prémio de melhor atriz do Festival Internacional de Veneza. Carrie, o próximo filme da atriz a chegar aos ecrãs, tem estreia marcada para o dia 31 de outubro em Portugal.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Rosália Amorim

"Sem emoção não há uma boa relação"

A frase calorosa é do primeiro-ministro António Costa, na visita oficial a Angola. Foi recebido com pompa e circunstância, por oito ministros e pelo governador do banco central e com honras de parada militar. Em África a simbologia desta grande receção foi marcante e é verdadeiramente importante. Angola demonstrou, para dentro e para fora, que Portugal continua a ser um parceiro importante. Ontem, o encontro previsto com João Lourenço foi igualmente simbólico e relevante para o futuro desta aliança estratégica.

Premium

Diário de Notícias

A ditadura em Espanha

A manchete deste dia 19 de setembro de 1923 fazia-se de notícias do país vizinho: a ditadura em Espanha. "Primo de Rivera propõe-se governar três meses", noticiava o DN, acrescentando que, "findo esse prazo, verá se a opinião pública o anima a organizar ministério constitucional". Explicava este jornal então que "o partido conservador condena o movimento e protesta contra as acusações que lhe são feitas pelo ditador".