Família e amigos recordam André no último adeus

Cerca de duas centenas de pessoas estiveram, esta terça-feira, nas cerimónias fúnebres do filho único de Judite Sousa e de Pedro Bessa.

Os governantes Paula Teixeira da Cruz e Carlos Moedas, o líder da oposição António José Seguro, o antigo primeiro-ministro Pedro Santana Lopes, a líder parlamentar do PS Maria de Belém Roseira, o porta-voz do PSD Marco António, Miguel Relvas, Fernando Seara e Marcelo Rebelo de Sousa foram algumas das personalidades que mostraram o seu carinho pela jornalista da TVI e respetiva família, na missa de corpo presente de André Sousa Bessa.

O jovem, de 29 anos, que morreu este domingo (vítima de uma paragem cardiorrespiratória, na sequência de várias lesões internas, após um acidente numa piscina), foi ainda recordado com emoção pelos amigos e família, que lembraram o seu "jeito descontraído e sentido de humor", durante a missa dirigida pelo Padre Alberto Souza, na Igreja do Colégio São João de Brito.

Filho único de Judite Sousa (que foi amparada pelos pais, durante a cerimónia) e de Pedro Bessa, André era analista financeiro.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Anselmo Crespo

No PSD não há inocentes

Há coisas na vida que custam a ultrapassar. A morte de alguém que nos é querido. Uma separação que nos parece contranatura. Ou uma adição que nos atirou ao charco e da qual demoramos a recuperar. Ao PSD parece terem acontecido as três coisas em simultâneo: a morte - prematura para os sociais democratas - de um governo, imposta pela esquerda; a separação forçada de Pedro Passos Coelho; e uma adição pelo poder que dá a pior das ressacas em política.