Ex namorada diz que Maradona é homossexual

Rocío Oliva acusa ainda o ex-futebolista de violência doméstica e de beber sem parar. Maradona desmente e até diz que continua apaixonado por ela.

A ex-namorada daquele que continua a ser considerado o melhor jogador de futebol de todos os tempos fez declarações bombásticas à imprensa argentina. "Ele batia-me", começou por contar.

Rocío Oliva, de 23 anos, disse ainda que Diego Maradona, de 53, "bebia sem parar" e apontou o principal motivo para o fim do namoro: "Ele mantém uma relação com um homem, Alejo Clérici".

O ex-futebolista já veio a público desmentir todas as acusações e até disse que continua "apaixonado" pela jovem.

Porém não retirou o mandado de detenção da Interpol, já que continua a alegar que a ex-namorada lhe roubou algumas joias da sua casa no Dubai, avaliadas em mais de 310 mil euros.

Exclusivos

Premium

Leonídio Paulo Ferreira

Nuclear: quem tem, quem deixou de ter e quem quer

Guerrilha comunista na Grécia, bloqueio soviético de Berlim Ocidental ou Guerra da Coreia são alguns dos acontecimentos possíveis para datar o início da Guerra Fria, que alguns até fazem remontar à partilha da Europa em esferas de influência por Churchill e Estaline ainda o nazismo não tinha sido derrotado. Mas talvez 29 de agosto de 1949, faz agora 70 anos, seja a melhor opção, afinal nesse dia a União Soviética fez explodir a sua primeira bomba atómica e o monopólio da arma pelos Estados Unidos desapareceu. Sim, foi o teste em Semipalatinsk que estabeleceu o tal equilíbrio do terror, primeiro atómico e depois nuclear, que obrigou as duas superpotências a desistirem de uma Guerra Quente.