Casa Branca responde "em breve" a deportação de Bieber

O governo norte-americano garantiu que vai pronunciar-se brevemente acerca do pedido de deportação do cantor canadiano, que já obteve mais de 220 mil assinaturas.

"O processo vai acontecer porque é o nosso compromisso quando o limite é ultrapassado", prometeu o assessor de imprensa da Casa Branca, Jay Carney, na sexta-feira. "A resposta virá relativamente rápida", avançou.

Os responsáveis do governo de Barack Obama estão obrigados a analisar a petição uma vez que atingiu o número mínimo de 100 mil apoiantes (atualmente, já conta com cerca de 224 mil).

Apesar de tudo estar na mão do corpo político, a intenção dos cidadãos de expulsar Justin Bieber dos Estados Unidos ficou bem explícita no documento: "Nós, povo dos Estados Unidos, sentimos que não estamos bem representados no mundo da cultura pop. Gostaríamos que o perigoso, insensato, destrutivo e consumidor de drogas Justin Bieber fosse deportado e com a sua autorização de residência revogada. Justin Bieber não é só uma ameaça para a segurança do nosso povo, como também é uma má influência para os nossos jovens. Nós, o povo, queremos que Justin Bieber saia da nossa sociedade", pode ler-se.

Exclusivos