Duque de Palma: "Não interessa se cometi infidelidades"

Iñaki Urdangarin foi a tribunal defender a sua honra num processo de divulgação de correspondência privada. Quando questionado sobre a sua intimidade, o genro do rei de Espanha desviou a conversa.

"Vim aqui proteger uns assuntos de carácter pessoal e íntimo, mas não vou reconhecer se cometi, ou não, infidelidades. Não interessa a ninguém se cometi, supostamente, infidelidades", frisou o genro do rei de Espanha ao juíz do tribunal de Barcelona, numa audiência este mês. As declarações foram divulgadas hoje pelo site Vanitatis.

Estas acusações surgiram na sequência da divulgação de uma mensagem que Urdangarin enviou a Jaume Reguant, um amigo íntimo: "Amanhã estou em Madrid de manhã e em Andorra à tarde. Acho que seria brilhante jantarmos (...) O melhor seria um jantar e sexo... porque do sexo não te livras". O Duque de Palma de Maiorca sublinhou que esta mensagem foi apenas uma piada entre amigos e não quis falar mais sobre o assunto.

A audiência decorreu à porta fechada, sem a presença de membros da imprensa. Contudo, foi gravado um vídeo das declarações de Iñaki que acabou por chegar às mãos do jornal espanhol 'El Confidencial', e cujo conteúdo foi agora divulgado.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG