Conversa telefónica comprova complô contra Bieber

O telefonema foi feito em novembro do ano passado e revela detalhes do plano que visava assassinar o jovem cantor canadiano

De acordo com o site TMZ, Dana Martin, recluso que cumpre pena por ter violado e assassinado uma jovem de 15 anos e que pretendia agora matar Justin Bieber, fez o telefonema para os dois assassinos contratados a partir do estabelecimento prisional Las Cruces, nos Estados Unidos.

Tanner Ruane, um dos homens que tentou matar o cantor, começou por dizer: "Prefiro saber o menos possível, é assim que trabalho. O Mark [o outro assassino contratado] vai usar o que você enviou e já comprámos algum equipamento para o serviço".

Do outro lado da linha, Dana Martin deu mais coordenadas para o plano. "Ele [Mark] vai matar os pitbulls [nome de código para Justin Bieber e o seu segurança] e você vai castrá-lo", ordenou o recluso.

Ainda na mesma gravação, Dana Martin explicou qual seria a melhor maneira de matar o ídolo teen. "Dê um nó à frente bem apertado e amarre. Assim vão tirar-lhe o oxigénio. E depois amarre atrás, bem apertado também", disse.

Ainda de acordo com a mesma publicação, Tanner Ruane terá cobrado 8 mil euros pelo serviço, que não chegou a ser concluído, já que as autoridades descobriram atempadamente.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG