Conceição Queiroz aventura-se no mundo da ficção

A jornalista lançou esta quarta-feira o seu primeiro livro de ficção. Depois de 'Serviço de Urgência' (2007) e 'Os Meninos da Jamba' (2008), Conceição Queiroz escreveu 'A Última História de Amor'

"Comecei a escrever este livro em 2008. Mas assaltaram-me a casa e a única coisa que levaram foi o computador, onde eu tinha o livro quase concluído", começou por explicar Conceição Queiroz no lançamento da obra, na quarta-feira ao final da tarde, na Fnac do Centro Comercial Colombo, em Lisboa.

A jornalista convidou Maria de Belém Roseira e Ana Leal para apresentar A Última História de Amor, cujo ponto de partida é "um episódio na família" da autora. "O resto é ficcionado", garantiu Conceição Queiroz. A narrativa conta a história de três mulheres unidas pelo sangue e por África. "A escrita é fulgurante e consegue fazer-nos viver e sentir os cheiros de África, especialmente os de Moçambique", disse Maria de Belém Roseira, que brincou ainda com o facto de um dos personagens ser um alemão chamado Merkel e a protagonista ser Angela. "Foi pura coincidência", riu-se Conceição Queiroz.

A apresentação contou com a presença de familiares, amigos e fãs da jornalista, como Manuela Moura Guedes, que fez questão de estar presenta para felicitar a amiga. A Última História de Amor é uma edição de A Esfera dos Livros.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG