Balsemão testemunhou a favor de Bárbara Guimarães

O presidente do Grupo Impresa não ficou indiferente ao drama pessoal por que Bárbara Guimarães está a passar, na sequência do divórcio do antigo ministro da Cultura Manuel Maria Carrilho.

"A ofendida [Bárbara], apesar de, nos contactos regulares que com ela mantenho, se mostrar deprimida, o que por mais de uma vez me levou a perguntar-lhe se enfrentava problemas pessoais, nunca me relatou, antes da pendência deste processo, ter sido agredida pelo arguido". Esta é parte do depoimento que o líder do grupo Impresa, que detém a SIC, fez e que consta do despacho do Ministério Público no processo sobre este caso.

Questionado sobre se presenciou alguma agressão física do antigo ministro da Cultura à agora ex-mulher, Balsemão respondeu no depoimento: "Nunca presenciei qualquer agressão física e/ou verbal entre o arguido [Carrilho] e a ofendida [Bárbara], embora ao longo do ano de 2013, tenha verificado, nos contactos regulares com a ofendida, que esta se encontrava triste e combalida". Balsemão referiu ainda que nunca viu a "ofendida com marcas de agressões".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG