Atores de Hollywood são meninos da mamã

Matthew McConaughey, Jared Leto, Leonardo DiCaprio e Johan Hill foram algumas das estrelas de cinema que desfilaram com as mães na passadeira vermelha do Dolby Theatre.

A 86ª gala dos Óscares, que decorreu na noite de domingo, em Los Angeles, ficou marcada pela quantidade de atores levaram as mães como acompanhantes. Matthew McConaughey e Jared Leto, que foram premiados pelas suas prestações no filme Clube Dallas, aproveitaram ainda para dedicar algumas palavras de agradecimento às progenitoras (Mary Kathleen e Constance, respetivamente) no momento em que aceitaram as estatuetas.

Para além desta dupla, também Leonardo DiCaprio e Jonah Hill, estrelas d' O Lobo de Wall Street, Michael Fassbender, de 12 Anos Escravo, e Charlize Theron asseguraram a tendência.

Leia mais no e.paper do DN.

Exclusivos

Premium

EUA

Elizabeth Warren tem um plano

Donald Trump continua com níveis baixos de aprovação nacional, mas capacidade muito elevada de manter a fidelidade republicana. A oportunidade para travar a reeleição do mais bizarro presidente que a história recente da América revelou existe: entre 55% e 60% dos eleitores garantem que Trump não merece segundo mandato. A chave está em saber se os democratas vão ser capazes de mobilizar para as urnas essa maioria anti-Trump que, para já, é só virtual. Em tempos normais, o centrismo experiente de Joe Biden seria a escolha mais avisada. Mas os EUA não vivem tempos normais. Kennedy apontou para a Lua e alimentava o "sonho americano". Obama oferecia a garantia de que ainda era possível acreditar nisso (yes we can). Elizabeth Warren pode não ter ambições tão inspiradoras - mas tem um plano. E esse plano da senadora corajosa e frontal do Massachusetts pode mesmo ser a maior ameaça a Donald Trump.