Michelle Obama contou como foi a última noite das filhas na Casa Branca

"Naquele momento de transição, logo antes de as portas se abrirem e recebermos a nova família, as nossas filhas estava a sair a chorar pela porta das traseiras"

A antiga primeira-dama dos EUA esteve na semana passada numa conferência do American Institute of Architecture, na Florida. E a sessão, pouco política mas muito abrangente, acabou por dar azo a que Michelle Obama revelasse como foi a última noite que passou na Casa Branca com a família, antes da entrada do presidente Donald Trump.

Na véspera do dia da inauguração de Trump, contou Michelle, as filhas decidiram organizar uma "festa do pijama" e convidar seis amigas para dormirem na Casa Branca. Malia, de 18 anos, e Sasha, de 15, pediram pizzas e nuggets para partilharem na última noite na residência oficial do presidente dos EUA. "As minhas miúdas são tão normais", disse Michelle, citada pela NBC.

A antiga primeira-dama admitiu, porém, que foi difícil para as filhas deixarem a casa onde viveram durante oito anos, daí que tenham deixado as despedidas para o último minuto. "Naquele momento de transição, logo antes de as portas se abrirem e recebermos a nova família, as nossas filhas estava a sair a chorar pela porta das traseiras, a dizer adeus às pessoas", explicou.

Recorde-se que Donald Trump entrou para a Casa Branca no dia da inauguração, a 20 de janeiro.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG