Madonna desmente rumores: "O Sean Penn nunca me bateu"

Cantora saiu em defesa do ex-marido, que vai levar o produtor da série Empire a tribunal por difamação

Há anos que Hollywood faz circular rumores de que Madonna foi vítima de agressões por parte de Sean Penn, quando os dois estiveram casados, entre 1985 e 1989. Mas agora que o ator, de 55 anos, avança com um processo em tribunal contra Lee Daniels, realizador da série Empire, depois de este o ter acusado, numa entrevista, de bater em mulheres, a artista pop, de 57 anos, saiu em sua defesa.

"Estou ciente das alegações que foram surgindo ao longo dos anos, acusando o Sean de incidentes de agressões físicas e de abuso contra mim. Especificamente, estou ciente das acusações de um alegado incidente que ocorreu em junho de 1987, quando (de acordo com os tablóides), o Sean me bateu com um taco de basebol. Essas e outras alegações são completamente revoltantes, maliciosas, negligentes e falsas", começa por frisar a cantora, numa declaração enviada ao Supremo Tribunal de Manhattan, em Nova Iorque.

"Apesar de termos tido mais do que uma discussão acesa, o Sean nunca me bateu, nunca me prendeu ou agrediu fisicamente", garante ainda Madonna, sublinhando que conhece Penn "há 30 anos" e que o considera "uma pessoa cuidadosa e compassiva".

No processo contra Lee Daniels, Sean Penn exige uma indemnização de dez milhões de dólares (cerca de 9,2 milhões de euros) por difamação.

Mais recentemente, o ator manteve uma relação com Charlize Theron, de quem acabou por se separar este verão.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG