Larry King acusado de assédio por ex-modelo

Terry Richard diz que o ex-apresentador da CNN, atualmente com 84 anos, a apalpou por duas vezes e que chegou a ficar com marcas no corpo. Exige um pedido de desculpas

O apresentador de televisão está a ser acusado pela ex-modelo Terry Richard de a ter apalpado em duas ocasiões, em 2005 e 2006. Os advogados de Larry King já desmentiram as acusações.

Terry Richard, atualmente com 63 anos, contou toda a história ao jornal Daily Mail. Segundo a ex-manequim, o apresentador norte-americano terá cometido o assédio por duas vezes, em ocasiões diferentes, mas sempre na altura em que os dois eram fotografados juntos.

"O Larry pôs a mão nas minhas costas e, enquanto éramos fotografados, deslizou a mão desde o meio das minhas costas, colocou-a no interior do meu vestido e acabou com três ou quatro dedos no meu rabo", contou Terry, que é ex-mulher do cantor Eddie Fisher.

O segundo episódio de alegado assédio terá ocorrido durante uma cerimónia de entrega de prémios de basebol, em Los Angeles. "Como desta vez não estava a usar um vestido sem costas, não pensei que fosse acontecer outra vez, por isso, posei com ele para outra fotografia. Pensei: 'Certamente que ele não vai fazer nada desta vez'. Mas o 'cão velho' voltou a fazê-lo", relata Terry Richard, que alega ter ficado com marcas do apalpão.

A ex-modelo questiona se terá sido "a única" mulher assediada pelo apresentador, atualmente com 84 anos. O objetivo de Terry é que Larry King lhe peça desculpas pelos episódios.

Através de um comunicado, os advogados do ex-apresentador da CNN disseram que "King não fez tal coisa, nem no passado, nem nunca" e colocam a hipótese de processar Terry Richard.

Exclusivos