Kim Kardashian terá divulgado a própria "sex tape" para se tornar famosa

Livro avança que Kim planeou a produção da sua sex tape e que foi a mãe, Kris Jenner, quem orquestrou divulgação do vídeo pornográfico

As imagens foram captadas em 2003 e viram a luz do dia em 2007. Foi graças à divulgação da sua sex tape - como nos EUA são conhecidos os vídeos pornográficos filmados em casa - com o então namorado, Ray J., que Kim Kardashian conseguiu colocar o seu nome na boca dos norte-americanos e atingir o estatuto de estrela. No entanto, parece que nada foi por acaso. Segundo um novo livro - Kardashian Dinasty - a socialite não só planeou as filmagens, como contou com a sua mãe, Kris Jenner, para as vender à produtora de filmes pornográficos Vivid Entertainment, responsável pela divulgação.

"Um amigo que a Kim e a Paris [Hilton] tinham em comum aconselhou-a, se ela quisesse mesmo atingir a fama, uma sex tape seria o caminho ideal. A Kim discutiu a ideia de produzir um vídeo com a sua família antes de o fazer", revelou uma fonte da "indústria de filmes para adultos" ao autor do livro, Ian Halperin, cujas passagens foram citadas pelo The New York Post. E mais: "Foi a Kris quem engendrou o negócio e foi ela a responsável por as imagens terem visto a luz do dia", garantiu uma velha amiga de Kim ao jornalista canadiano.

Sobre a forma como a gravação foi tornada pública, um porta-voz da produtora explicou: "Foi uma terceira pessoa que a trouxe até à Vivid... E contactámos a família Kardashian". Depois, explicaram a Kim que a probabilidade de a sex tape ser divulgada, de qualquer forma, era elevada, e que nesse caso ela não teria qualquer benefício monetário. E fizeram-lhe uma proposta: "Por que é que não trabalhas connosco, e nós garantimos não só que a gravação será divulgada, mas distribuída da forma que quiseres? E terás um bom pagamento por isso", terá dito um representante da empresa.

Nessa altura, a família Kardashian quis abrir um processo contra a produtora, mas chegou a acordo pela quantia de cinco milhões de dólares (4,4 milhões de euros). A sex tape foi publicada pouco depois. "A Vivid não iria distribui-la sem uma clara indicação da família", explica o autor do livro.

Kim Kardashian e o artista Ray J. namoraram durante cinco anos e separaram-se em 2007.

Exclusivos