Jolie quer que Pitt só veja os filhos acompanhado de um médico

Angelina Jolie exige que o ex-marido não seja deixado sozinho nas visitas os filhos. Brad Pitt terá aceitado ainda submeter-se a controlos surpresa de consumo de álcool e drogas, bem como sessões com psicólogo.

Há novidades no divórcio entre Angelina Jolie e Brad Pitt. A atriz apresentou um rígido acordo sobre a custódia dos seis filhos do agora ex-casal, no qual exige que Pitt tenha que estar acompanhado por um médico para poder ver as crianças, tal como avança a revista People.

Além desta supervisão nas visitas, serão os psiquiatras a decidir a frequência e duração das mesmas. O objetivo é que a equipa de profissionais evite ao máximo o sofrimento causado nas crianças pelo divórcio do casal.

Outra das exigências feitas por Angelina Jolie gira em torno de controlos surpresa de despistagem de álcool e drogas ao ex-companheiro, tal como sessões de controlo de raiva uma vez por semana.

Brad Pitt e Angelina Jolie estavam juntos desde 2005 mas o divórcio aconteceu apenas dois anos depois do casamento. As acusações de maus tratos de Pitt para com o seu filho mais velho levaram a atriz de 41 anos a recorrer às instâncias legais. Também o alegado abuso de substâncias psicoativas e de rumores sobre casos com outras mulheres pesaram na decisão de Jolie.

O casal, que se conheceu durante as filmagens do filme Mr.& Mrs. Smtih tem seis filhos, três biológicos, Shiloh, de 10 anos e os gémeos Vivienne e Knox, de 8, e três adotivos, Zahara, de 11, Pax, com 12, Maddox, de 14 anos.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG