John Galliano apanhado em vídeo a dizer que adora Hitler

O estilista britânico John Galliano, suspenso pela casa de alta costura Dior há três dias e que enfrenta acusações por antissemitismo, diz, num vídeo difundido no site do jornal The Sun, adorar Hitler.

O vídeo amador foi feito, segundo o tabloide britânico, num café de Paris. "Mas, eu adoro Hitler, e pessoas como vocês estariam hoje mortas. As vossas mães, os vossos pais estariam... gaseados e mortos", diz John Galliano, em inglês, às pessoas sentadas na mesa do lado, segundo mostra o curto vídeo disponível na Internet.

Pode ver o vídeo aqui, no site oficial do jornal The Sun.

Segundo o autor do vídeo, não identificado pelo jornal, o incidente ocorreu no mesmo café parisiense em que se registou, na quinta-feira, uma altercação entre John Galliano e um casal, que o acusou de insultos antissemitas e racistas.

John Galliano desmente ter proferido insultos e apresentou, por seu lado, queixa por "difamação", adiantou o seu advogado, Stéphane Zerbib, referindo-se ainda ao caso do vídeo divulgado pelo The Sun: "Não há comentários sobre isso. Não importa o que se passa na Internet, o que interessa são os testemunhos e as audições."

Hoje à tarde o estilista e o casal irão deslocar-se a uma esquadra de polícia da capital francesa para apresentarem as respectivas versões do incidente.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG