Vestido de Bella Hadid deixa Cannes boquiaberta

O vestido que a modelo usou esta quarta-feira espantou Cannes

Habituada a percorrer as mais importantes passerelles do mundo, Bella Hadid, irmã da angel da Victoria's Secret Gigi Hadid, optou por tornar a passadeira vermelha de Cannes em mais um dos seus palcos. Para tal, recorreu a um atrevido vestido de seda vermelha do estilista Alexandre Vauthier, cujo recorte deixou bem à vista cada centímetro das suas pernas... bem como a aparente falta de roupa interior.

Este foi o visual que "roubou" todas as atenções na red carpet, esta quarta-feira. Com uns generosos saltos altos e brincos de diamantes, a modelo norte-americana de 19 anos ofereceu às câmaras as suas melhores poses e olhares, enquanto desfilava com confiança, antes da exibição do filme La fille Inconnue.

A 69ª edição do Festival de Cinema de Cannes prolonga-se até dia 22 de maio.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Adriano Moreira

O relatório do Conselho de Segurança

A Carta das Nações Unidas estabelece uma distinção entre a força do poder e o poder da palavra, em que o primeiro tem visibilidade na organização e competências do Conselho de Segurança, que toma decisões obrigatórias, e o segundo na Assembleia Geral que sobretudo vota orientações. Tem acontecido, e ganhou visibilidade no ano findo, que o secretário-geral, como mais alto funcionário da ONU e intervenções nas reuniões de todos os Conselhos, é muitas vezes a única voz que exprime o pensamento da organização sobre as questões mundiais, a chamar as atenções dos jovens e organizações internacionais, públicas e privadas, para a necessidade de fortalecer ou impedir a debilidade das intervenções sustentadoras dos objetivos da ONU.