Sexismo ou escolha pessoal? Jennifer Lawrence responde a críticas a vestido

"Isto não é apenas completamente ridículo, estou extremamente ofendida", escreve a atriz

A imagem de Jennifer Lawrence num vestido Versace decotado e de alças, no frio de Londres, rodeada por colegas encasacados, correu o mundo, com alguns a verem uma forma de sexismo. A norte-americana responde agora que não percebe a origem desta "controvérsia" e garante que o que veste é uma escolha dela e passar frio também: "É ridículo, isto não é feminismo."

"Isto não é apenas completamente ridículo, estou extremamente ofendida", escreve a jovem de 27 anos numa publicação no Facebook. "Teria ficado na neve com aquele vestido porque adoro moda e foi a minha escolha. Isto é sexista, é ridículo, isto não é feminismo. Exagerar na reação a tudo o que uma pessoa diz ou faz, criar controvérsias sobre coisas inócuas e parvas como o que escolho ou não usar, não é andar para a frente. É criar distrações sobre os temas que realmente importam."

Muitos apontaram o contraste da atriz com os colegas Francis Lawrence, Matthias Schoenaerts, Joel Edgerton e Jeremy Irons, na apresentação do filme Red Sparrow, como um exemplo do sexismo na indústria de Hollywood, ao forçar as mulheres a exibirem os vestidos e a sua beleza, mesmo que isso signifique passar frio. "Que imagem tão deprimente (e reveladora). Sobretudo porque saí hoje e faz um frio de gelar", escreveu a escritora e jornalista Helen Lewis no Twitter, por exemplo.

Para a atriz, que recentemente revelou que quer dedicar mais tempo ao ativismo, os temas que realmente importam são questões que tem defendido como as desigualdades salariais, os direitos da mulheres, o abuso e assédio sexual.

Ler mais

Exclusivos