Realiza-se hoje a autópsia ao ator Cory Monteith

As autoridades canadianas informaram que vão hoje realizar uma autópsia ao corpo de Cory Monteith, para descobrir as causas de morte do ator da série televisiva "Glee", encontrado morto no seu quarto de hotel na cidade de Vancouver, no sábado.

Cory Monteith, que dava vida ao estudante Finn Hudson na comédia musical "Glee", tinha decidido em abril internar-se de forma voluntária num centro de reabilitação para tratar a sua dependência de estupefacientes.

Foi a segunda vez que o ator de 31 anos ingressou numa instituição para combater a toxicodependência. A primeira vez aconteceu quando Cory Monteith tinha 19 anos.

Foi então que, graças a Maureen Webb, fundadora da organização não-governamental Project Limelight, que oferece programas a jovens em risco, Cory Monteith decidiu ter aulas de representação.

Monteith nasceu na cidade de Calgary, mas cresceu na localidade de Victoria, na Colúmbia Britânica.

Ler mais

Premium

João Almeida Moreira

Bolsonaro, curiosidade ou fúria

Perante um fenómeno que nos pareça ultrajante podemos ter uma de duas atitudes: ficar furiosos ou curiosos. Como a fúria é o menos produtivo dos sentimentos, optemos por experimentar curiosidade pela ascensão de Jair Bolsonaro, o candidato de extrema-direita do PSL em quem um em cada três eleitores brasileiros vota, segundo sondagem de segunda-feira do banco BTG Pactual e do Instituto FSB, apesar do seu passado (e presente) machista, xenófobo e homofóbico.