Michael Schumacher está "numa situação muito difícil"

O antigo piloto alemão de Fórmula 1 luta há dois anos e meio pela vida, depois de um acidente numa estância de esqui em Méribel, nos Alpes Franceses

A assessora de imprensa do antigo piloto alemão Michael Schumacher disse ao site norte-americano Newseveryday que este se encontra "numa situação muito difícil". Sem querer revelar detalhes sobre o estado de saúde de Schumacher, Sabine Kehm adiantou apenas que "infelizmente, [a sua situação] é mesmo muito complicada".

"A família quer continuar a proteger a sua privacidade. Peço a vossa compreensão para isso. O Michael (Shumacher) não vai desaparecer, mas neste momento a situação dele é muito difícil", explicou.

O piloto sofreu um acidente na estância de esqui de Méribel, nos Alpes Franceses, em dezembro de 2013, que resultou em lesões cerebrais graves, que o mantiveram em coma induzido durante meses.

Atualmente, Schumacher prossegue a recuperação em sua casa, em Gland, na Suíça, onde é assistido por uma equipa de médicos e fisioterapeutas.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Viriato Soromenho Marques

Quem ameaça a União Europeia?

Em 2017, os gastos com a defesa nos países da União Europeia tiveram um aumento superior a 3% relativamente ao ano anterior. Mesmo em 2016, os gastos militares da UE totalizaram 200 mil milhões de euros (1,3% do PIB, ou o dobro do investimento em proteção ambiental). Em termos comparativos, e deixando de lado os EUA - que são de um outro planeta em matéria de defesa (o gasto dos EUA é superior à soma da despesa dos sete países que se lhe seguem) -, a despesa da UE em 2016 foi superior à da China (189 mil milhões de euros) e mais de três vezes a despesa da Rússia (60 mil milhões, valor, aliás, que em 2017 caiu 20%). O que significa então todo este alarido com a necessidade de aumentar o esforço na defesa europeia?