Jovem ator vai doar o salário que recebeu num filme de Woody Allen

A decisão surge numa altura em que diversos atores se estão a afastar do cineasta Woody Allen, acusado de abusar da filha adotiva em 1993

Timothée Chalamet, mais conhecido pelo seu papel de Elio no recente filme Call Me By Your Name, escreveu esta terça-feira no Instagram que vai doar o salário que ganhou no filme Rainy Day In New York de Woody Allen a três associações de caridade: Time's Up, o centro LGBT em Nova Iorque e RAINN.

A decisão do ator de 22 anos de dar o dinheiro do filme que gravou no verão passado surge numa altura em que diversos atores se estão a afastar do cineasta Woody Allen, acusado de abusar da filha adotiva em 1993. O caso foi divulgado e o realizador sempre negou as acusações, não chegando sequer a ser julgado.

No dia 7 de dezembro, Dylan Farrow, a filha adotiva de Woody Allen de 32 anos, escreveu um artigo de opinião publicado no Los Angeles Times em que lamenta que o pai não seja condenado pelos seus alegados crimes, tal como Harvey Weinstein ou Kevin Spacey que foram afastados da indústria cinematográfica.

Isto porque Allen continua a assinar contratos, passados cerca de quatro anos desde que Farrow denunciou, numa carta aberta publicada no The New York Times, os alegados abusos sexuais que sofreu aos sete anos por parte do cineasta.

No Instagram, o ator norte-americano escreveu: "Estou a aprender que um bom papel não é o único critério para aceitar um trabalho. Tornou-se muito mais claro para mim nos últimos meses, tendo testemunhado o nascimento de um poderoso movimento que tem como objetivo acabar com a injustiça, desigualdade e, acima de tudo, o silêncio [em relação aos abusos sexuais]".

Chalamet diz que tem sido questionado sobre a sua decisão de trabalhar com Woody Allen, pergunta à qual refere não poder responder diretamente por obrigações contratuais. "Mas o que eu posso dizer é o seguinte: eu não quero lucrar com o meu trabalho neste filme, e por isso, vou doar o meu salário a três associações de caridade: Time's Up, o centro LGBT em Nova Iorque e RAINN", continua.

"Quero ser merecedor de poder estar lado a lado com os artistas corajosos que estão a lutar para que todos sejam tratados com o respeito e dignidade que merecem", conclui o ator.

Timothée foi recentemente nomeado para um prémio BAFTA pelo seu papel no filme Call Me By Your Name, onde retrata Elio, um rapaz de 17 anos que se apaixona por Oliver, um universitário. O ator também contracenou ao lado de Saoirse Ronan no filme Lady Bird, de Greta Gerwig, realizadora que também pediu desculpas recentemente por ter trabalhado com Woody Allen e que garantiu que não voltará a fazê-lo.

A mesma garantia deram as atrizes Mira Sorvino e Ellen Page e o ator David Krumholtz.

Ler mais

Exclusivos

Premium

adoção

Técnicos e juízes receiam ataques pelas suas decisões

É procurador no Tribunal de Cascais há 25 anos. Escolheu sempre a área de família e menores. Hoje ainda se choca com o facto de ser uma das áreas da sociedade em que não se investe muito, quer em meios quer em estratégia. Por isso, defende que ainda há situações em que o Estado deveria intervir, outras que deveriam mudar. Tudo pelo superior interesse da criança.