Mandado de detenção para irmão de Messi após aparecer coberto de sangue

Não são de agora os problemas do irmão do craque do Barcelona com a lei

As autoridades argentinas emitiram um mandado de detenção para Matías Messi, irmão do futebolista Lionel Messi, depois de um incidente suspeito perto de Rosário, avança a imprensa local. O argentino, de 35 anos, atracou com uma lancha num clube de pescadores na localidade de Fighiera. Matías estava com a cara ensanguentada e cortada. A embarcação também tinha vestígios de sangue.

Depois de dar à costa, o homem explicou a um segurança que tinha embatido num banco de areia e daí os cortes na cara. O guarda em questão não alinhou nas explicações do irmão de Lionel Messi, e ao ver a lancha com sangue, chamou as autoridades, diz o El País.

De acordo com a agência Telam, quando a polícia chegou ao local encontrou um pistola semelhante a uma outra que já havia sido retirada a Matías Messi, por este não ter autorização para ter armas. Além disso, o sangue encontrado na lancha não coincidia com a versão dos factos de Matías. Assim, as autoridades colocaram em marcha os processos para localizar o argentino, segundo a suspeita de que poderá ter acontecido um crime na lancha, e que outra pessoa poderia ter estado presente na embarcação. O barco em que viajava estava sem matrícula e em situação ilegal.

O mandado de detenção foi emitido depois de não ter sido possível encontrar Matías em casa, acrescenta o jornal espanhol, que cita meios argentinos para dizer que o irmão do craque do Barcelona é conhecido por ter ligações a grupos criminosas.

A família Messi, através de um comunicado, esclareceu que Matías está a ser observado num hospital depois do acidente. "Perante a falsidade das informações publicadas em alguns meios nas últimas horas, a família Messi Cuccitini deseja esclarecer: Matías sofreu um acidente esta quinta-feira, em Fighiera, a sul de Rosário, quando a lancha em que ia chocou num banco de areia", lê-se.

A família acrescenta que, devido ao embate, Matías ficou ferido na cara e que vai ser operado ao maxilar superior e à mandíbula. "Felizmente, foram descartados danos neurológicos" e a "família nega a existência de uma arma na embarcação, sendo totalmente falsas as informações a esse respeito".

Os problemas de Matías Messi com a justiça não são de agora. Em agosto teve um acidente de viação em "circunstâncias estranhas", diz o El País, e já há alguns anos foram tornadas públicas fotografias de Matías com narcotraficantes. Em 2011, a sua casa foi alvo de disparos, sem que tenham sido esclarecidos os motivos.

Últimas notícias

Brand Story

Tui

Mais popular

  • no dn.pt
  • Pessoas
Pub
Pub