Irmã mais nova de Máxima da Holanda encontrada morta em casa

Ao jornal argentino La Nacion, um porta-voz da casa real holandesa confirmou o óbito e falou "em suicídio"

Inês Zorreguieta, a irmã mais nova da rainha Máxima da Holanda, foi encontrada morta em casa, na cidade de Buenos Aires, confirmou um porta-voz do governo holandês ao jornal La Nacion, que adiantou ainda que a causa presumível da morte terá sido "suicídio".

"Confirmo que Inês Zorreguieta, irmã da rainha Máxima dos Países Baixos, morreu na noite de quarta-feira, presumivelmente foi suicídio, mas não posso adiantar mais detalhes", lê-se no artigo.

O corpo da jovem de 33 anos foi encontrado às primeiras horas do dia e vários polícias investigam o sucedido.

Inês sofria de transtornos psiquiátricos, depressão e tinha estado internada há uns anos numa clínica devido a um distúrbio alimentar, lê-se na revista Hola.

A notícia comoveu Máxima da Holanda, que alterou a sua agenda oficial dos próximos dias. A rainha e a irmã eram muito próximas. Inês foi uma das damas de honor do casamento de Máxima, em 2002, e era a madrinha da filha mais nova da irmã, Ariana.

Zorreguieta era licenciada em psicologia, trabalhou na ONU no Panamá e no Ministério do Desenvolvimento Social da Cidade de Buenos Aires. Atualmente era diretora do Escritório e Posto da Direção Geral de Administração da Secretaria Executiva do Conselho Nacional de Coordenação de Políticas Sociais da Argentina, para onde foi nomeada em fevereiro de 2016.

Ler mais

Exclusivos