Irmã mais nova de Máxima da Holanda encontrada morta em casa

Ao jornal argentino La Nacion, um porta-voz da casa real holandesa confirmou o óbito e falou "em suicídio"

Inês Zorreguieta, a irmã mais nova da rainha Máxima da Holanda, foi encontrada morta em casa, na cidade de Buenos Aires, confirmou um porta-voz do governo holandês ao jornal La Nacion, que adiantou ainda que a causa presumível da morte terá sido "suicídio".

"Confirmo que Inês Zorreguieta, irmã da rainha Máxima dos Países Baixos, morreu na noite de quarta-feira, presumivelmente foi suicídio, mas não posso adiantar mais detalhes", lê-se no artigo.

O corpo da jovem de 33 anos foi encontrado às primeiras horas do dia e vários polícias investigam o sucedido.

Inês sofria de transtornos psiquiátricos, depressão e tinha estado internada há uns anos numa clínica devido a um distúrbio alimentar, lê-se na revista Hola.

A notícia comoveu Máxima da Holanda, que alterou a sua agenda oficial dos próximos dias. A rainha e a irmã eram muito próximas. Inês foi uma das damas de honor do casamento de Máxima, em 2002, e era a madrinha da filha mais nova da irmã, Ariana.

Zorreguieta era licenciada em psicologia, trabalhou na ONU no Panamá e no Ministério do Desenvolvimento Social da Cidade de Buenos Aires. Atualmente era diretora do Escritório e Posto da Direção Geral de Administração da Secretaria Executiva do Conselho Nacional de Coordenação de Políticas Sociais da Argentina, para onde foi nomeada em fevereiro de 2016.

Relacionadas

Brand Story

Mais popular

  • no dn.pt
  • Pessoas
Pub
Pub