Felipe Varela, o aliado de Letizia para todas as ocasiões

Rainha de Espanha voltou, pelo segundo dia consecutivo, a repescar do armário um vestido criado pelo estilista espanhol Felipe Varela. Reis jantaram com António Costa no Palácio das Necessidades, em Lisboa

Quis o protocolo que, ao contrário do que aconteceu em Guimarães, os reis Felipe VI e Letizia não chegassem juntos ao Palácio das Necessidades, em Lisboa, onde já os aguardava o primeiro-ministro português. António Costa, acompanhado pela mulher, Fernanda Tadeu, chegou antes das 20.00, hora agendada para o início do jantar.

O chefe do governo recebeu o rei de Espanha e, ato contínuo, deu-se uma curta reunião, na qual também esteve presente o ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva.

A chegada mais aguardada da noite, a da rainha, acontecia alguns minutos depois das 20.00. Fernanda Tadeu esperava Letizia, para a protocolar fotografia. À semelhança do que aconteceu na segunda-feira, a mulher do rei Felipe VI voltou a usar um modelo do seu criador favorito, Felipe Varela.

O vestido verde, curto, com transparências nas mangas e lantejoulas, foi usado pela primeira vez em 2013, aquando a entrega dos Prémios Príncipe de Astúrias. O visual foi complementado com brincos de esmeraldas e diamantes, que pertencem à rainha emérita Sofia, sapatos de salto alto Magrit e carteira de mão, também de Felipe Varela.

Ler mais

Exclusivos

Premium

João Almeida Moreira

Bolsonaro, curiosidade ou fúria

Perante um fenómeno que nos pareça ultrajante podemos ter uma de duas atitudes: ficar furiosos ou curiosos. Como a fúria é o menos produtivo dos sentimentos, optemos por experimentar curiosidade pela ascensão de Jair Bolsonaro, o candidato de extrema-direita do PSL em quem um em cada três eleitores brasileiros vota, segundo sondagem de segunda-feira do banco BTG Pactual e do Instituto FSB, apesar do seu passado (e presente) machista, xenófobo e homofóbico.