Elton John. A celebridade mais generosa

J. K. Rowling e David Beckham também figuram na lista do "Sunday Times"

Sir Elton John. Um nome incontornável da música, mas também da solidariedade. O cantor britânico de 69 anos acaba de ser eleito pelo jornal Sunday Times a celebridade mais generosa, por ter doado durante o ano passado 26,8 milhões de libras (cerca de 33,7 milhões de euros), sobretudo a instituições que alertam para o vírus do VIH e combatem o preconceito contra o mesmo.

Em segundo lugar desse ranking surge a autora da saga Harry Potter, J. K. Rowling, que contribuiu com 10,3 milhões de libras (13 milhões de euros), através da sua própria Fundação Lumos, para acabar com a institucionalização de crianças até 2050, e através da Volant Charitable Trust, que financia estudos científicos sobre a esclerose múltipla, doença que retirou a vida à sua mãe.

A publicação britânica, que rastreou as doações feitas por mais de 300 celebridades, irá publicar a lista completa na edição do próximo domingo. Entre as personalidades distinguidas destacam-se ainda David Beckham (em terceiro lugar, com 6,2 milhões de euros doados a instituições de crianças), os Coldplay (em quinto, com 2,1 milhões), Ringo Starr (em sexto, com dois milhões angariados através do leilão de peças dos Beatles) e Jamie Oliver (em sétimo, com 1,7 milhões doados).

Ler mais

Exclusivos

Premium

Nuno Artur Silva

Notícias da frente da guerra

Passaram cem anos do fim da Primeira Guerra Mundial. Foi a data do Armistício assinado entre os Aliados e o Império Alemão e do cessar-fogo na Frente Ocidental. As hostilidades continuaram ainda em outras regiões. Duas décadas depois, começava a Segunda Guerra Mundial, "um conflito militar global (...) Marcado por um número significativo de ataques contra civis, incluindo o Holocausto e a única vez em que armas nucleares foram utilizadas em combate, foi o conflito mais letal da história da humanidade, resultando entre 50 e mais de 70 milhões de mortes" (Wikipédia).