Elas não escaparam ao 'body shaming'... mas não ficaram caladas

Jennifer Aniston, Kim Kardashian, Jennifer Lopez, Sarah Jessica Parker e Jennifer Lawrence são apenas algumas das mulheres que já denunciaram os duros padrões de beleza impostos pela sociedade. Leia o que elas têm a dizer

"Estou farta do escrutínio e do body shaming que ocorrem diariamente disfarçados de "jornalismo" e de "notícias de celebridades". A objetificação das mulheres é absurda e perturbadora. A forma como eu sou retratada pelos media é simplesmente uma reflexão de como vemos as mulheres em geral, com base em perversos padrões de beleza." Esta é apenas uma pequena parte de um ensaio escrito por Jennifer Aniston, este mês, para o The Huffington Post. Na verdade, ela não é a primeira, nem será a última atriz, cantora ou modelo a insurgir-se publicamente contra a chamada ditadura da beleza.

Kim Kardashian, que foi alvo de críticas e chacota nas redes sociais depois de publicar uma selfie nua, aproveitou o Dia Internacional da Mulher (a 8 de março) para também se fazer ouvir. "Não sou perfeita, mas nunca me conformarei com essas regras. Estamos em 2016. Body shaming... por favor, já chega. Não vou viver a minha vida ditada pelos problemas que têm com a minha sexualidade. Eu sou mãe, sou mulher, sou irmã, filha, empresária e tenho o direito de ser sexy", escreveu a socialite de 35 anos, no seu blogue.

Depois de ter lido um artigo sobre as suas "mãos de bruxa, velhas e enrugadas", Sarah Jessica Parker também foi incapaz de ficar calada. "É um texto particularmente perverso. Virei a página e vi um artigo sobre as minhas mãos e quão feias são. Dizia que eu devia fazer cirurgia estética para as arranjar. E depois fizeram um desenho como se fossem mãos de bruxa", lamentou a Carrie de O Sexo e a Cidade.

Primeiro, ficou "atordoada". "Senti que precisava de ser hospitalizada. Mas depois pensei "A sério? Descemos assim tão baixo?". Tornou-se tão ridículo para mim", confessou ainda.

Surpreendentemente, nem Jennifer Lopez, que é dona de um dos corpos mais invejados de Hollywood, conseguiu fugir à crítica. Especialmente, nos seus primeiros anos de carreira. "Estavam sempre a dizer-me para perder peso. Eu era dançarina, era atleta, e até o meu manager da altura me dizia "Tens de ser mais magra". JLo era jovem, mas soube, desde logo, impor-se. "Eu disse que não. Se eu perdesse mais peso, não seria eu."

Ao assistir à forma como o body shaming tem vindo a afetar as gerações mais jovens, a artista de 47 anos fez ainda questão de dirigir algumas palavras sábias a jovens raparigas. "Se há algo que aprendi é que sermos saudáveis e sentirmo-nos bem não está relacionado com o nosso tipo de corpo. Sentirmo-nos bonitas é uma atitude e devemos sempre procurar as coisas bonitas de que gostamos em nós mesmas, independentemente de como o nosso corpo se compara ao de outras pessoas".

Até a cantora Lady Gaga, que nunca parece ficar incomodada com as críticas aos seus visuais extravagantes, não quis deixar passar em branco os comentários que circularam nas redes sociais sobre os seus supostos "quilos a mais". "Mas o que é que interessa se às vezes tenho barriga e outras vezes não? Há gente a morrer de fome no mundo", alertou.

Claro que se há alguém que não tem qualquer problema em lidar com críticas é Jennifer Lawrence. Se alguém se atreve sequer a tocar na palavra "dieta" à sua frente, a atriz de 25 anos responde simplesmente: "Vai-te lixar". "Em Hollywood, sou obesa. Sou considerada uma atriz gorda. Mas nunca irei passar fome para um papel. Não quero que as raparigas olhem para mim e digam "Eu quero ser como a Katniss [a sua personagem da saga Jogos da Fome], por isso não vou jantar", explicou, em entrevista à Elle.

A sua melhor amiga, a humorista Amy Schumer, é especialmente frontal na forma como aborda este assunto. Depois de ter sido colocada na edição plus size da revista Glamour sem permissão, decidiu publicar uma fotografia nua nas redes sociais, com uma mensagem bem subtil: "Visto o 40 e não tenho intenções de mudar. É isto. Beijos!", concluiu.

Ler mais

Exclusivos