"Photograph" e "Amazing". O processo de plágio a Ed Sheeran

Cantor foi processado em vinte milhões de dólares por alegada infração de direitos de autor

Ed Sheeran foi processado em junho do ano passado devido à sua música "Photoghraph", que se tornou um sucesso mundial. Isto porque os compositores Thomas Leonard e Martin Harrington afirmavam que infringia direitos de autor de uma música que ambos escreveram.

O músico britânico foi processado em 20 milhões de dólares, quase 19 milhões de euros.

Agora, de acordo com a BBC, o músico chegou a um acordo no que toca ao processo, afirmou o advogado do par de compositores que afirmava que a sua música "Amazing" foi copiada por Sheeran.

"Amazing" foi lançada em 2012, cantada por Matt Cardle, um vencedor do X Factor, programa de talentos da televisão britânica.

Leonard e Harrington afirmam que os refrãos de ambos os temas partilham 39 notas idênticas, com semelhanças "imediatamente reconhecíveis". Em tribunal, apresentaram as pautas e as folhas com os acordes de ambas as músicas, para fazerem valer o seu ponto.

Ouça aqui as duas músicas.

O advogado do par de compositores que processa Sheeran é Richard Busch, que já ganhou processos bastante conhecidos, como um relativo à família de Marvin Gaye, e o conhecido caso em que Robin Thicke e Pharrel Williams tiveram de pagar 7.4 milhões de dólares (cerca de 7 milhões de euros) por violarem direitos de autor no mega sucesso "Blurred Lines".

Exclusivos