Dolores Aveiro: "Inicialmente, o Cristiano não aceitou o meu livro"

Mãe do craque português revelou que não foi fácil convencer CR7 a publicar a obra biográfica

À margem da apresentação da edição espanhola do livro Mãe Coragem, em Madrid, Dolores Aveiro falou sobre o filho e admitiu que, ao início, Cristiano não estava muito recetivo à publicação da obra que conta a sua vida.

"Foi uma decisão familiar e não individual. Mesmo assim, acabou por ser complicado porque Cristiano é conhecido por todos. Inicialmente, ele não aceitou que se soubessem todos os sofrimentos da sua mãe, mas acabou por entender que era um exemplo", revelou.

A mãe do craque português quis ainda, com este livro, deixar um conselho às mulheres que engravidem. "É importante que pensem duas vezes antes de abortar. Pensei em abortar [quando estava grávida de Ronaldo] porque teria de sustentar três filhos e vivia uma situação muito complicada em minha casa", disse no Hotel Puerta de América.

Ainda sobre Ronaldo, que falhou o jogo da primeira mão das meias-finais da Liga dos Campeões entre o Real Madrid e o Manchester City por lesão, Dolores frisou que ainda " está a 80 por cento". "Espero que na próxima semana já esteja a 100 por cento. Tem um caráter muito forte e é muito orgulhoso, quer sempre mais. Esse é o pior defeito dele", concluiu.

Ler mais

Exclusivos