Atriz Juliana Paes foi assaltada quando ia para o Carnaval

A conhecida atriz estava a caminho do Sambódromo do Rio de Janeiro quando dois indivíduos a ameaçaram com armas

A atriz Juliana Paes foi esta segunda-feira assaltada, no Rio de Janeiro, quando se dirigia ao Sambódromo para assistir aos desfiles de carnaval.

Segundo a imprensa brasileira, conhecida atriz estava no seu carro quando dois indivíduos armados obrigaram o motorista a parar, à saída do túnel de Santa Bárbara.

Após reconhecerem Juliana Paes, os assaltantes disseram que levariam apenas dinheiro e os telemóveis, deixando outros bens como os documentos e as chaves de casa.

Juliana Paes prosseguiu depois caminho para o seu camarote no Sambódromo, onde tinha um compromisso de trabalho. A atriz, segundo o jornal Extra, chegou atrasada, já cerca das 22:00.

Uma conferência de imprensa que tinha marcada para essa noite foi entretanto cancelada.

Juliana Paes é rainha de bateria da Grande Rio.

Também o cantor e compositor Moacyr Luz foi vítima de assalto este Carnaval, quando seguia para o sambódromo. Ficou sem a carteira, o telemóvel e até a fantasia com que levava para o desfile.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Pedro Lains

Compreender Marques Mendes

Em Portugal, há recorrentemente espaço televisivo para políticos no activo comentarem notícias generalistas, uma especificidade no mundo desenvolvido. Trata-se de uma original mistura entre comentário político e espaço noticioso. Foquemos o caso mais saliente dos dias que correm para tentar perceber a razão dessa peculiaridade nacional. A conclusão é que ela não decorre da ignorância das audiências, da falta de especialistas sobre os temas comentados, ou da inexistência de jornalistas capazes. A principal razão é que este tipo de comentário serve acima de tudo uma forma de fazer política.