Ator de Gossip Girl acusado de violação por duas mulheres

Nas redes sociais, as mulheres contaram como Ed Westwick as violou. O britânico defende-se e diz que quer limpar o seu nome

Ed Westwick, ator britânico de 30 anos conhecido pelo seu papel na série Gossip Girl, foi acusado por duas mulheres de violação. Como consequência, dois programas da BBC em que o ator entra foram suspensos.

Primeiro foi Kristina Cohen, atriz de 27 anos, que contou numa publicação de Facebook que foi violada por Ed Westwick há três anos. "Namorei durante pouco tempo com um produtor que era amigo de Ed Westwick e foi ele que me levou até à casa do Ed. Eu queria ir-me embora quando o Ed sugeriu que devíamos todos fazer sexo", explicou, acrescentando que ficou "desconfortável" e acabou por dormir uma sesta num quarto de hóspedes, depois de dizer que estava cansada para se livrar da situação.

"Acabei por me deitar no quarto de hóspedes e adormeci. Acordei abruptamente com o Ed em cima de mim e com os seus dedos a entrarem no meu corpo. Disse-lhe para parar, mas ele era forte. Lutei o máximo que consegui, mas ele agarrou a minha cara, abanou-me e disse-me que queria fazer sexo comigo. Fiquei paralisada e aterrorizada. Não conseguia falar, nem mexer-me. Ele segurou-me e violou-me", contou Kristina Cohen no Facebook, na passada segunda-feira.

Na quarta-feira, foi Aurélie Wynn a acusar o ator de Gossip Girl de a ter violado em 2014, na casa de Westwick. Aurélie conta uma história em muito semelhante à de Cohen. "Convivemos todos [em casa de Ed Westwick] até às cinco da manhã. O sol já estava a nascer e era verão, então decidimos dormir um pouco porque todos tínhamos eventos e coisas para fazer no dia seguinte. Existiam muitos quartos", disse. "Como a Kristina, eu disse que não, mas ele empurrou a minha cara para baixo e eu fiquei sem hipóteses debaixo do peso dele. Estava a usar um fato de banho que ele rasgou. Fiquei em choque", escreveu.

A jovem explicou ainda que quando contou ao seu namorado da altura que tinha sido violada, este acabou a relação e culpou-a pelo sucedido, quando percebeu que o homem em causa era Ed Westwick. "Outros amigos meus e pessoas à minha volta disseram-me para não dizer nada, porque ninguém ia acreditar e iam julgar que queria apenas dez segundos de fama", acrescentou, não deixando de dizer que acredita no testemunho de Kristina Cohen. Acrescentou que as palavras de Kristina também a encorajaram a tornar pública a sua história.

Ed Westwick defendeu-se, também nas redes sociais. Diz que não fez nada e que está a "colaborar com as autoridades". Pretende, assim, limpar o seu nome "o mais depressa possível", como escreveu numa publicação no Instagram.

Relacionadas

Últimas notícias

Brand Story

Tui

Mais popular

  • no dn.pt
  • Pessoas
Pub
Pub