Ana Sofia Antunes: "Já aprendi a ter os pés bem assentes na terra"

A secretária de Estado da Inclusão das Pessoas com Deficiência estreou-se no seu primeiro evento público

Foi na apresentação do livro A Fada Juju e a Escola Mágia, da autoria de Paula Teixeira, que Ana Sofia Antunes, secretária de Estado da Inclusão das Pessoas com Deficiência, se estreou nos eventos públicos. "Fiz questão de vir aqui homenagear o lançamento do livro que acho que é um tipo de evento que vou querer sempre apoiar. Quanto mais iniciativas como esta surgirem, melhor para todos porque são passos decisivos rumo à inclusão", começou por dizer.

A ex-presidente da Associação de Cegos e Amblíopes de Portugal (ACAPO) marcou presença no auditório do Oceanário, em Lisboa, na tarde desta quarta-feira e elogiou o trabalho que tem vindo a ser desenvolvido por Paula Teixeira, intérprete de língua gestual. "É um processo de sensibilização que fazemos na origem, onde os problemas podem muitas vezes começar a ser desconstruídos, ou seja, quando somos bem pequeninos. Às vezes situações que são desconstruídas e descomplicadas nesta idade e ficam resolvidas para sempre. Estou convicta de que muitas situações de discriminação, de falta de contacto e desconhecimento em relação à deficiência prendem-se essencialmente pelo desconhecimento, pela falta de contacto", acrescentou.

Sobre a sua recente nomeação para a pasta da Inclusão das Pessoas com Deficiência no governo liderado por António Costa, Ana Sofia Antunes revelou que encontra-se ainda numa "fase de instalação". "Mas vamos começar com força, há muita coisa para fazer", destacou. Apesar de ter "algumas expectativas" relativamente ao trabalho que tem pela frente, a secretária de Estado reforça: "Já aprendi a ter os pés bem assentes na terra e gosto de dar passos seguros. É nesse sentido que vamos trabalhar. Sem expectativas desmesuradas, mas com objetivos bem definidos e metas alcançáveis".

Ana Sofia Antunes assegura que a sua vida pessoal e o seu tempo "já eram bastante ocupados", pelo que não notou grandes mudanças nos dias que se seguiram depois de ter assumido a pasta da Inclusão das Pessoas com Deficiência. No que toca aquela que é a sua missão, a ex-presidente da ACAPO frisa: "É procurar ser a cara de todas as pessoas com deficiência neste país. Vou lutar por elas, por melhores condições para elas a vários níveis da sua vida. É um sinal que se procura dar e agora só me cabe a mim estar à altura do desafio. Espero poder abrir portas".

Sobre o livro, que narra a história de uma fada, Ana Sofia Antunes garantiu que acredita nesse e noutros imaginários. "Acredito em tudo. Fadas, Pai Natal, no Coelhinho da Páscoa. Acredito no poder dos sonhos, da vontade, de conseguirmos ir sempre mais além quando acreditamos".

Exclusivos