Pierce Brosnan sente-se "traído" por empresa indiana

O ator está no centro de uma polémica por fazer um anúncio na Índia a um produto que contém tabaco na sua composição. A publicidade ao tabaco é proibida no país e o governo exigiu explicações ao irlandês

Susete Henriques
© Facebook Pan Bahar

O ator Pierce Brosnan sente-se "traído" por uma empresa de produtos para o hálito. Foi isso mesmo que disse às autoridades da Índia, depois de o país exigir explicações ao irlandês, conta a BBC.

Brosnan foi contratado pela marca para promover um produto que refresca o hálito e que tinha na sua composição tabaco. Na Índia, a lei não permite publicidade ao tabaco. O ator foi fortemente criticado e o governo indiano quis ouvir as explicações da estrela de cinema.

De acordo com a BBC, Brosnan respondeu por escrito às autoridades e disse desconhecer a natureza do produto. Garantiu também que a sua associação à marca Pan Bahar terminou e que concordou em participar no futuro contra campanhas publicitárias semelhantes.

O ator que interpretou no cinema James Bond condenou o uso não autorizado da sua imagem no anúncio da Pan Bahar em 2016, pouco depois de ter sido transmitido pela primeira vez. Brosnan foi fortemente criticado pelos indianos que não entenderam a razão que levou o ator a promover um produto associado ao cancro.

À People Magazine, Pierce Brosnan garantiu que o contrato que assinou era para promover um único produto e que este não continha tabaco ou outro ingrediente que pudesse fazer mal à saúde.

Quando surgiu a polémica, em fevereiro, o ator disse estar "profundamente surpreendido e triste" com o que estava a acontecer. "Tendo sofrido, na minha vida pessoal, a perda da minha primeira mulher e filha, bem como de vários amigos, para o cancro, estou plenamente comprometido no apoio à saúde e a programas de investigação que melhorem a saúde humana e aliviem o sofrimento", disse, na altura, citado pela BBC.

Apesar das explicações e das críticas, o anúncio com a imagem do ator ainda não foi retirado.