Infanta Cristina arguida no processo do marido

Um juiz espanhol constituiu hoje como arguida a filha do rei espanhol Juan Carlos, a infanta Cristina, no processo conhecido como Nóos, que envolve o seu marido, Iñaki Urdangarin, confirmaram fontes judiciais.

Fontes consultadas pela Lusa explicaram que Cristina Federica de Borbón y Grecia deverá depor perante o juiz José Castro, em Madrid, no próximo dia 27 de abril.

Cristina, segunda filha dos reis de Espanha, foi constituída arguida depois de terem sido considerados válidos para o processo e-mails de Diego Torres, ex-sócio de Urdangarin na Fundação Nóos. Em março, a defesa do antigo andebolista tinha pedido a nulidade destes documentos entregues por Torres com a intenção de ligar a infanta e o seu secretário, Carlos García Revenga, ao caso, de acordo com o jornal catalão "La Vanguardia".

A defesa de Diego Torres levou para o processo documentos que mostravam que o duque de Palma pedia opinião à mulher sobre assuntos de negócios.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG