Guerra da "pop": Demi Lovato critica Taylor Swift

Demi Lovato censurou Taylor Swift pelo seu conflito com Katy Perry e criticou-a por promover uma "falsa imagem corporal" no teledisco de "Bad Blood".

Quando, em 2014, Taylor Swift lançou a música Bad Blood, o nome de Katy Perry não tardou a surgir associado. Dizia-se que a desavença que as duas alimentavam há vários anos teria servido de inspiração para o tema. Esta "guerra" entre mulheres é algo que Demi Lovato desaprova e que agora, numa entrevista ao portal Yahoo, fez questão de comentar.

"Acho que ter uma canção e um teledisco para humilhar Katy Perry não é uma forma de feminismo", lamentou a cantora, referindo-se não só a Swift, mas a algumas das suas amigas que a apoiaram nesta rixa, como Cara Delevingne, Ellie Goulding, Gigi Hadid ou Karlie Kloss.

Lovato criticou ainda o vídeo por promover uma "falsa imagem corporal", ao recorrer apenas a mulheres com corpos esguios. "Isto vai, provavelmente, deixar-me em sarilhos, mas eu não vejo ninguém com um corpo normal. É como uma falsa imagem daquilo que as pessoas devem ser", alertou, em conversa com a revista Glamour.

As suas palavras provocaram, de imediato, um reboliço nas redes sociais. "Fazem-me muitas perguntas. Eu respondo-as. Censurem-me", escreveu, esta terça-feira, no Twitter. Num outro post, a intérprete de Confident sugeriu ainda que "as palavras podem ser tiradas do contexto quando se dá entrevistas", mas garantiu que, apesar de tudo, não pede desculpa por ter dado a sua opinião.

O conflito entre Swift e Perry parece, no entanto, continuar por resolver. A cantora de Roar frisou que está disposta a colocar o problema para trás das costas e até a trabalhar com a colega dapop no futuro... mas com uma condição. "Se ela pedir desculpas, porque não?", atirou, numa entrevista. Recorde-se que a relação entre ambas azedou em 2012, quanto Taylor Swift alegou que Katy Perry teria roubado três dos seus dançarinos.

Quanto a Demi Lovato, utilizou ainda as redes sociais para anunciar que, em breve, irá fazer uma pausa na sua carreira musical. "Estou muito entusiasmada com o ano de 2017. Vou fazer uma pausa da música e dos holofotes. Não sou feita para esta indústria e para os media", rematou.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG