Enfermeira do 'caso Kate' deixou carta de suicídio

A rádio responsável pela brincadeira suspendeu o programa e informou esta terça-feira que vai doar cerca de 500 mil euros à família de Jacintha Saldanha.

Jacintha Saldanha, a enfermeira vítima de uma brincadeira de uma rádio australiana, que deu informações sobre Kate Middleton, deixou uma carta suicídio para a família, segundo a edição online do jornal Daily Mirror.

O conteúdo não foi revelado mas, segundo a família, ela estava envergonhada com o caso.

Jacintha, uma enfermeira de origem indiana que vivia em Londres, foi encontrada morta na área do Hospital King Edward VII, na sexta-feira. De acordo com o tabloide The Sun, ela enforcou-se no alojamento das enfermeiras.

A carta foi deixada para o marido, Benedict Barboza, e para os dois filhos do casal, Junal, de 17 anos, e Lisha, de 14. Parentes de Jacintha que ainda vivem na Índia contaram ao jornal que "ela era uma pessoa correta" e que deve ter ficado envergonhada por ter sido enganada.

O que aconteceu?

Jacintha atendeu à ligação de dois locutores da rádio australiana 2Day FM, que se passaram pela rainha de Inglaterra e o príncipe Charles. Ela repassou a ligação para a enfermeira que cuidava da duquesa de Cambridge, internada após fortes enjoos devido à gravidez.

A rádio responsável pela brincadeira suspendeu o programa e informou esta terça-feira que vai doar 500 mil dólares à família da enfermeira. "É uma tragédia horrível e continuamos a solidarizar-nos com a família. Esperamos com essa contribuição ajudar a família de Jacintha a ter o apoio que necessita", anunciou Rhys Holleran, diretor-executivo da empresa.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG