Dolce e Gabbana acusam Elton John de intolerância às "opiniões diferentes"

Polémica estalou depois de Elton John ter apelado ao boicote das roupas da marca italiana devido às declarações dos estilistas: chamaram "sintéticas" às crianças concebidas através de fertilização in vitro.

Os estilistas italianos Stefano Gabbana e Domenico Dolce defenderam hoje o seu direito a terem uma opinião diferente, após o músico Elton John ter apelado a que fossem boicotados devido a declarações a favor da família tradicional.

Gabbana e Dolce acusaram de intolerantes os que os criticaram pelas suas "opiniões diferentes" expressas numa entrevista à revista italiana Panorama, onde criticam a fertilização 'in vitro' ou o recurso a barrigas de aluguer.

"A vossa mentalidade arcaica está fora de moda, assim como a vossa roupa", afirmou no domingo Elton John na rede social Instagram, apelando ao boicote à dupla de estilistas italianos.

Elton John é casado com o cineasta David Furnish e têm dois filhos, de três e um ano, com recurso a uma 'barriga de aluguer'.

Gabbana, que teve um relacionamento com Dolce, considerou hoje no Instagram que o apelo de Elton John revela "intolerância às opiniões diferentes".

"É como se eu o boicotasse a ele (Elton John) porque teve dois filhos (através da fecundação) 'in vitro'!! Não sou um idiota!!! Tolerância", argumentou.

Dolce justificou as suas opiniões com o facto de ter "crescido com um modelo de família tradicional, formado por um mãe, um pai e um filho". "Sei que existem outras realidades e que é justo que existam, mas a minha visão da vida é a que me foi transmitida", declarou a jornalistas.

As críticas aos estilistas italianos alargaram-se nas redes sociais, com o cantor Ricky Martin a escrever no Twitter: "Dolce & Gabbana, as vossas vozes são demasiado poderosas para espalharem tanto ódio. Acordem, estamos em 2015".

A cantora e atriz Courtney Love e a tenista Martina Navratilova propõem-se queimar as peças que possuem da dupla italiana.

Exclusivos