Demi Moore na luta contra o tráfico sexual de menores

A actriz, que esteve presente esta terça-feira no Congresso note-americano, criou, juntamente com o marido Ashton Kutcher, a Fundação Demi e Ashton, uma organização sem fins lucrativos que pretende proteger as crianças da escravatura em todo o mundo.

emi Moore esteve presente, esta terça-feira, no Congresso norte-americano, onde abordou a questão do tráfico sexual de menores nos Estados Unidos. “Creio que muitos norte-americanos aceitam facilmente que existam meninas escravizadas sexualmente no Cambodja ou na Índia, mas não imaginam que o mesmo se passa no seu próprio país”, sustentou a actriz de 45 anos, assegurando que milhares de raparigas norte-americanas são compradas e vendidas, todos os dias, nos Estados Unidos, por pessoas que poucas vezes enfrentam a Justiça.A actriz criou, juntamente com o marido Ashton Kutcher, a Fundação Demi e Ashton, uma organização sem fins lucrativos que pretende proteger as crianças da escravatura em todo o mundo. Na sua opinião, a solidariedade começa a partir de casa.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG