Charlie Sheen poderá revelar que tem VIH

Ator fará esta terça-feira (17 novembro) "revelação pessoal" no programa "Today", da NBC

O ator de Hollywood que o tablóide britânico The Sun apontou, na semana passada, como tendo contraído recentemente VIH, poderá ser Charlie Sheen. O jornal inglês nunca revelou o nome da celebridade mas, de acordo com o site TMZ, será o protagonista da série Dois Homens e Meio a personalidade em causa.

O canal norte-americano NBC anunciou que Sheen fará esta terça-feira, em entrevista ao jornalista Matt Lauer, anfitrião do talk show Today, "um anúncio pessoal revelador". Embora nenhum dos meios de comunicação social, como a agência Reuters, garanta que este será o anúncio feito pelo ator de 50 anos, a notícia está a ser avançada como certa por diversas publicações, como o já referido site TMZ e o National Inquirer, que publica a informação após uma investigação que durou 18 meses.

O tablóide norte-americano adianta que Charlie Sheen foi diagnosticado com o vírus VIH "há alguns anos" e que terá pago dezenas de milhares de dólares para que a informação não se tornasse pública. O artigo originalmente publicado no The Sun explica que "a estrela de Hollywood" terá contraído o vírus na sequência de uma série de comportamentos de risco, como relações sexuais desprotegidas e consumo de drogas ilegais.

Aos 50 anos, Charlie Sheen, filho do também ator Martin Sheen, protagonizou durante oito anos a série Dois Homens e Meio até ser despedido, em 2011, na sequência de uma troca de acusações com o realizador, Chuck Lorre, e do seu comportamento errático. Na altura, chegou a afirmar ter "sangue de tigre e ADN de Adónis".

Entre 2012 e 2014, protagonizou no canal FX a série Anger Management, entretanto cancelada. Sheen chegou a ser, de acordo com a revista Forbes, o ator mais bem pago do pequeno ecrã, recebendo cerca de 1,8 milhões de euros por cada episódio de Dois Homens e Meio.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG