Carmen Miranda vai ter selo

A artista brasileira de origem portuguesa vai ter direito a um selo comemorativo dos correios dos Estados Unidos, mais de meio século depois da sua morte.

O selo dedicado a Cármen Miranda, a lançar em Mrço deste ano, integra-se numa nova série de selos comemorativos para o ano de 2011 que incluem vários ícones do mundo do especáculo e da música, segundo informação divulgada pelos correios norte-americanos (USPS).

A colecção de 70 selos sem valor facial, que mantêm sempre o valor da estampilha doméstica mínima, denomina-se "Forever" (para sempre). Esta colecção teve início em 2007 com o chamado "Sino da Liberdade", imagem do famoso sino de Filadélfia ligado à história da independência dos Estados Unidos e até hoje mais de 28 mil milhões de selos desta coleção foram vendidos no país.

A colecção de 2011 homenageia "cinco figuras lendárias do mundo do espectáculo e dos sons latinos que tiveram um impacto na música americana", nomeadamente Tito Puente, Selena Quintanilla-Perez, Carlos Gardel e Celina Cruz.

Outros homenageados são o ex-presidente Ronald Reagan, os actores Helen Hayes e Gregory Peck, pioneiros da indústria norte-americana, cientistas, o escritor Mark Twain, acontecimentos históricos e até alguns dos heróis da Pixar Filmes.

Cármen Miranda tem uma estrela no Passeio da Fama de Hollywood e uma praça com o seu nome na cidade de Los Angeles. O seu último filme - 'Scared Stiff' - data de 1953 e marcou o fim da sua carreira, pois a actriz viria a falecer dois anos depois, em 1955, vítima de ataque cardíaco, sendo sepultada no cemitério de São João Batista, no Rio de Janeiro.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG