Ângelo Rodrigues passou um dia com o irmão de Pablo Escobar

O ator esteve na Colômbia e conseguiu encontrar-se com o irmão do narcotraficante Pablo Escobar

A viagem de Ângelo Rodrigues à Colômbia está a ser uma verdadeira odisseia. O ator quis fugir aos roteiros turísticos e chegou a Medellín com o objetivo de "entrar no universo do controverso e fascinante Pablo Escobar". E conseguiu, conforme descreveu na sua conta de Instagram.

"Com um pouco de investigação, vi que era possível aproximar-me de algumas pessoas que privaram de perto com Pablo. Só assim conseguiria ter uma perspetiva diferente fora de circuitos turísticos para 'gringos'", escreveu o ator que dá vida a Salomão na novela Poderosas, SIC. "O dia chegou e consegui o que queria: conversar com Roberto Escobar, o irmão de Pablo. Homem de baixa estatura e voz mansa, parcialmente cego e surdo por causa de uma carta-bomba que explodiu no seu rosto anos atrás - ofereceu-me café, sentou-se na varanda e mostrou-se disponível para as minhas perguntas. Satisfazia-me as curiosidades, sempre com parcas palavras. Pediu-me desculpa pelo estado em que se encontrava - tinha caído no banho nessa manhã e tinha médicos a cuidar dele - mas prontificou-se a mostrar-me todas as 'caletas' idealizadas por Pablo, esconderijos secretos que utilizavam para se esconder caso a polícia os surpreendesse", prosseguiu.

Ângelo Rodrigues mostrou-se fascinado com a sua experiência e revelou mais pormenores. "[Roberto] Contou-me que era o contabilista do cartel e que ficou sempre à parte da carnificina levada à cabo pelo irmão, enquanto exibia com orgulho fotografias dos seus tempos áureos como ciclista e um aviso com uma recompensa de 10 milhões pela sua cabeça. Falou-me dos seus conhecimentos de engenharia, de como projetou os três submarinos que levaram os primeiros carregamentos de cocaína para Miami, e como foi estar preso no cárcere idealizado pelo irmão, 'La Catedral'. Cansado, inofensivo, o seu único olho bom mexia-se indeciso atrás dos óculos. Despediu-se de mim com um aperto de mão, numa atmosfera que ficou pautada pela estranheza".

Esta foi a parte mais gratificante da viagem de Ângelo Rodrigues à Colômbia, que ficou ainda marcada por um momento insólito. Quando se preparava para apanhar o avião para Manaus, Brasil, o ator ficou estupefacto ao saber que o aparelho já tinha levantado voo antes da hora prevista. A justificação? "O comandante entendeu que, devido às condições climatéricas, seria melhor descolar antes da hora estipulada. Não só tinha perdido o avião, como não teria direito a qualquer reembolso. Em anos de viagens, nunca me tinha acontecido um avião partir antes da hora estipulada", escreveu o ator.

A aventura de Ângelo Rodrigues ainda não tinha terminado. "Peço para falar com o diretor da Avianca. Felizmente, compreende a minha situação e pede-me desculpa, mas afirma que é política da casa. O bom senso dele garante-me o voo de regresso, que só partirá dezoito horas depois. Para conseguir chegar a tempo de Manaus - a minha próxima viagem - terei de fazer escala em Lima e, depois, Rio de Janeiro. Avizinha-se uma jornada interminável, portanto".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG