Prevenção de terrorismo: PSP com agentes encobertos, MP5 e ouriços com picos de aço nas ruas

O grau de ameaça terrorista mantém-se "moderado" em Portugal, mas a PSP quer garantir que a perceção de segurança se mantém também inalterada e promete reforçar a presença nas ruas de várias cidades.

O atentado terrorista no mercado de Natal em Estrasburgo - cujo autor foi abatido pela polícia esta noite - deixou as autoridades europeias em alerta, incluindo o nosso país.

Segundo o gabinete da secretária-geral do Sistema de Segurança Interna (SSI), "Portugal não alterou o grau de ameaça, mantendo-se moderado". No entanto, sublinha ao DN a procuradora adjunta, Helena Fazenda, "as forças e serviços de segurança manterão a preocupação de vigilância e de segurança a áreas e a locais de maior concentração de pessoas".

É precisamente com o objetivo de "prevenir atos de caráter terrorista, bem como outra criminalidade grave e violenta" que a PSP - a polícia que protege as cidades do país - vai reforçar a sua presença nas ruas, com maior visibilidade a partir desta sexta-feira até 1 de janeiro, na operação "Polícia sempre Presente: Festas Seguras 2018-2019" sob o lema "Viva o seu Natal com a nossa segurança".

Nesta operação haverá um lado visível - principalmente com os polícias fardados e os carros-patrulha - mas também um lado mais discreto, ou quase secreto. Agentes das designadas Equipas de Reação Tática Encoberta (ERTE) serão distribuídos por vários pontos considerados mais sensíveis, acompanhados por elementos do Grupo de Operações Especiais (GOE), com carros descaracterizados que patrulham e reagem de imediato em caso de ameaça.

"São operacionais à civil, dissimulados nas multidões, atentos a qualquer suspeita, com especial preparação em close combat, técnicas de dissimulação e cobertura, e profiling, assente na doutrina israelita, afiança fonte autorizada da PSP.

Os agentes destacados para as zonas mais críticas, como os aeroportos, terminais de transportes ou áreas com mais pessoas, são treinados e armados com pistolas-metralhadoras MP5. São operacionais do Corpo de Intervenção da Unidade Especial de Polícia.

Tal como tinha acontecido no festival da Eurovisão e na Web Summit, a PSP vai colocar em alguns perímetros de praças, por exemplo, onde esteja mais gente, os chamados "ouriços" - umas bolas de metal com picos de aço - para evitar atentados com recurso a viaturas para atropelamentos em massa.

Perímetros de segurança

Mais visíveis e numerosos vão estar, de acordo com fonte oficial da PSP, os polícias também nas áreas "onde se prevê maior concentração de pessoas". Em "zonas históricas, turísticas e comerciais e locais onde, eventualmente, esteja previsto o decurso de eventos de maior dimensão" serão estabelecidos "perímetros de segurança".

Nesta operação, "haverá também recurso a medidas protetivas, como barreiras físicas nos recintos onde esteja previsto o decurso de festejos e grandes aglomerados de pessoas", e a PSP promete aumentar "o número de operações de controlo e fiscalização a realizar, especialmente na área da segurança rodoviária, em toda a área de responsabilidade da PSP".

Em setembro de 2017 - na sequência dos atentados em Barcelona e Cambrils, o Ministério da Administração Interna (MAI) prometeu estender a mais cidades algumas "medidas passivas" de prevenção de atentados que foram introduzidas em Lisboa, como pilaretes, floreiras ou iluminação especial em pontos com maior afluência turística ou de residentes.

Questionado sobre o plano do grupo de trabalho que foi constituído nessa altura, o gabinete de Eduardo Cabrita não deu respostas ao DN.

Avisos aos turistas americanos

Entretanto, esta quarta-feira, no dia a seguir ao atentado em França, a embaixada americana publicou um aviso aos seus turistas que visitem Portugal. Apesar de colocarem o nosso país sob o nível mais baixo de perigo (Nível 1 - Tomar medidas de precaução normais), os norte-americanos recordam que "durante a quadra festiva existem ameaças permanentes a toda a Europa por parte de organizações terroristas internacionais e indivíduos inspirados por ideologias extremistas".

De acordo com o alerta publicado na página do departamento de Estado "os extremistas continuam focados em zonas turísticas, como os mercados de Natal, centros comerciais, aeroportos, clubes, restaurantes, locais de culto, terminais de transportes e outros alvos mais fáceis".

Os turistas são aconselhados a ter "redobrada atenção nas festas de Natal, em eventos, locais de culto e sítios com grande concentração de pessoas". Os americanos apelam aos seus cidadãos a "rever os planos pessoais de segurança", a "estar atentos ao que se passa à sua volta" e a irem "acompanhando as atualizações da comunicação social local".

Exclusivos

Premium

Flamengo-Grémio

Jesus transporta sonho da Champions para a Libertadores

O treinador português sempre disse que tinha o sonho de um dia conquistar a Liga dos Campeões. Tem agora a oportunidade de fazer história levando o Flamengo à final da Taça Libertadores para se poder coroar campeão da América do Sul. O Rio de Janeiro está em ebulição e uma vitória sobre o Grémio irá colocar o Mister no patamar de herói.