PJ deteve suspeito de violar enteada na Figueira da Foz

De acordo com a Polícia Judiciária, o homem, de "caráter violento" e com grande "historial criminal", terá cometido os crimes de violação próximo da residência de ambos, com a jovem, de 16 anos, a ser forçada a entrar e a praticar atos sexuais.

Um homem de 33 anos foi detido pela Polícia Judiciária pela presumível prática de crimes de violação sobre uma menor de 16 anos ocorridos na Figueira da Foz, foi esta quinta-feira anunciado.

Fonte da Diretoria de Coimbra disse à Lusa que o suspeito, padrasto da adolescente, foi detido na terça-feira, um dia depois de se terem iniciado a investigações.

O homem "vive em união de facto com a mãe da jovem há oito anos e os abusos decorrem desde há um ano", adiantou a mesma fonte.

Segundo a Diretoria do Centro da PJ, as violações eram concretizadas numa casa próximo da residência de ambos, com a jovem a ser forçada a entrar e a praticar atos sexuais.

Amiga da adolescente denunciou a situação

A adolescente vivia "num contexto de grande desfavorecimento, com grande vulnerabilidade, pelo que o padrasto tinha um óbvio ascendente sobre ela".

Foi através de uma amiga que a jovem de 16 anos decidiu contar os factos e denunciar a situação à PJ na segunda-feira, que um dia depois procedeu à detenção do suspeito.

O detido tem "um caráter violento e um grande historial criminal", tendo já cumprido pena de prisão por tráfico de droga, ofensas à integridade física e violência doméstica.

De acordo com a PJ, o suspeito está a ser ouvido em primeiro interrogatório judicial e até ao final da tarde serão conhecidas as medidas de coação.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG