Mulher foi "engolida" até ao pescoço por areia de duna. Resgate durou "30 a 40 minutos"

Uma mulher de 61 anos foi esta terça-feira engolida pela areia da duna de uma praia de Esposende e ficou enterrada "até ao pescoço". Foi resgatada com vida.

Uma mulher de 61 anos ficou esta terça-feira enterrada "até ao pescoço" numa duna da praia da Bonança, em Esposende, no distrito de Braga, mas acabou por ser resgatada com vida, disse fonte dos bombeiros.

"A mulher estava a passear por cima das dunas, que têm uma inclinação acentuada e ficou enterrada durante um movimento de deslocação de areias", contou fonte dos Bombeiros Voluntários de Fão ao DN.

O alerta foi dado cerca das 13.00 por um jovem que corria no local. Para o socorro, foram mobilizados 13 operacionais, apoiados por sete viaturas. "Demorámos entre 30 a 40 minutos a resgatar a mulher", disse fonte dos bombeiros.

A vítima estava "tranquila e consciente" e não tinha qualquer ferimento, mas foi transportada para o Hospital de Barcelos "por precaução".

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG