Investigação ao processo BES/GES tem fim adiado

Ministério Público dá mais tempo aos investigadores para concluírem o processo. Em causa está a demora de resposta das autoridades suíças

A investigação ao caso BES/GES, cujo prazo legal para o seu fim terminava esta segunda-feira, vai prolongar-se por vários meses.

Isto porque há elementos de investigação que se encontram no estrangeiro sem os quais o DCIAP (Departamento Central de Investigação e Ação Penal) considera não ser possível terminar o processo, pelo que foi dado aos investigadores mais três meses de prazo, a partir do momento em que a resposta chegar.

Em comunicado enviado às redações, a Procuradoria-Geral da República informa que há "elementos em falta (...) nomeadamente da Suíça" que são "imprescindíveis" para a conclusão do processo.

É com este atraso que o diretor do DCIAP justifica a decisão de "fixar o prazo de três meses, contados a partir da devolução dos elementos probatórios em poder das autoridades suíças e apreendidos à ordem dos autos".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG